Tags

, , , , , , , , ,

f85e3aa8-6f72-4798-a37a-5258b8ec0a8e

Sujeira, quebra-quebra e entulho não precisam mais fazer parte das reformas que trocam o revestimento do chão de casas e apartamentos. Em muitos casos, ao invés de remover todo o piso que vai ser substituído, é possível apenas assentar o revestimento novo sobre o antigo. Essa opção é viável principalmente quando o objetivo da reforma é trocar um piso por outro modelo do mesmo material.

A arquiteta Maria Manoela Parkinson, proprietária de uma franquia da marca Dr. Faz Tudo, no Rio de Janeiro, avalia que optar pelo assentamento de piso sobre piso diminui os custos da obra, já que o serviço demolição e descarte de entulho deixa de ser necessário, além de reduzir também o tempo de realização da reforma. “Eu atualmente só faço isso, a não ser quando o piso está solto”, comenta a arquiteta.

A desvantagem é que, com a sobreposição dos pisos, o ambiente que passou pela reforma fica com um degrau em relação aos demais, o que também pode afetar a soleira das portas. Maria Manoela explica que esse degrau costuma ser de no máximo meio centímetro e geralmente não é perceptível visualmente, já que fica embaixo da porta. Ela afirma que dada as vantagens desse tipo de reforma, é preferível serrar a porta em vez de fazer a remoção do piso antigo para instalar o novo.

Para cuidar dos seus novos revestimentos, conheça os produtos da nossa loja virtual. Acesse www.policentercasa.com.br/

Fonte: http://bbel.com.br/

Anúncios